Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Tati tarada


A tati tarada
trancou a porta,
toda torta,
tinha tido tantos,
tratou de todos
com ternura e travessuras.

Mas este era o último
Da noite
Talvez de la vita.
O tio tinha tomado todas
Não teria trabalho,
O último,
Certamente o último.

Coitada,
a tati tarada,
Entregou o peito,
os dentes,
a boceta
à tirania do último,
e tingiu a toalha de sangue
sem ter tempo de gritar.

O travesseiro travou o peito,
Tirou a pressa da tarada.

Tati se deu à morte
como última oferta.

Santa Tati,
Mãe da ternura
E do último acerto
Geovane Belo
Enviado por Geovane Belo em 08/12/2005
Código do texto: T82676
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geovane Belo
Castanhal - Pará - Brasil
16 textos (1928 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:21)
Geovane Belo