Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A POESIA DE DÓRIS

A POESIA DE DÓRIS


            Wanderlino Arruda

Linda a poesia de Dóris,
Linda!
Muito de poesia:
beleza de juventude,
ritmo de meninice,
colorido de alegria.
Mil cores.
Confidência de Primavera,
Dóris deixa fluir e fluir-se
sem segredo algum.
O verso é cristal:
jorra e seduz, jorra sincero,
limpo e transparente.
Agradável sempre!
Dóris canta o canto,
não importa se o dia é dia
ou se a noite chega,
porque poesia tem cheiro-criança
e brilho de floresta mágica.
Toda criatura é de Deus,
realidade sempre.
A música é livre
e o verso não é ilusão.
No infinito olhar de Dóris,
o além permite caminho
E o amanhã será sempre lindo.
Preciso é dourar a esperança,
preciso é viver e amar,
dispensando a visão de enfeites.
“Felicidade é pés na enxurrada,
tamancos na mão,
alma ensopada
pingando paixão”.
Mais do que isso,
só banho em águas de fadas,
ou dança com duendes
de múltiplas madrugadas.
Precisa mais?

http://www.wanderlino.com.br
http://www.wanderlino.com.br/espiritismo
http://www.wanderlino.com.br/elosclube
Wanderlino Arruda
Enviado por Wanderlino Arruda em 24/12/2004
Código do texto: T827
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wanderlino Arruda
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil
82 textos (71212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 20:46)
Wanderlino Arruda