Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BARBARIDADE

Estão chamando o homem-índio de selvagem.
Talvez, por ele andar nu,
Comer sementes,
Pescar e caçar,
Correr livre por suas florestas.
É somente por isso, que esta sociedade,
Chamada evoluída, qualifica o homem-índio de selvagem.
Ele não faz nada mais do que estar em harmonia
Com a natureza, sempre reverenciando-a, amando-a.
E o que faz a dita sociedade evoluída?
Ela a corrompe, a polui, a degrada.
Mas se mantém como evoluída.
O homem-índio é sempre deixado de lado
Afinal, ele não traz progresso.
A sociedade não tira proveito do seu folclore,
do seu conhecimento, da sua sabedoria.
Ele não é um bom produto de marketing.
Nem é lá muito bom para ser sex-simbol.
Ou yuppie.
Mas o homem-índio é considerado um selvagem.
Um usurpador.
Justo ele, o mais brasileiro de todos.
E a sociedade se diz evoluída, progressista.
Barbaridade.

Se somos tão bárbaros, nos faltam tanto em civilidade.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8270
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120191 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 04:10)
Peixão