Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O jogo não acaba apenas...

O jogo não acaba apenas por desistência
Resiste até o acerto
Acerto, certo ou não
Só assim termina
Dizem que aqui tudo se paga
A praga, a praça, a falsa, a graça
Não tem importância quanto ao valor
Paga, e paga dobrado
Como o dobre do jogo, do sino, da vida
Não tem outro caminho
Remédio natural para os escusos
Para os falsos e fanfarrões
A praga implaca na faca da voz
Voz brejeira, tigre, suor, copo, taça
De graça, só quem passa batido
Naquilo que fez por bem, mais ou menos
O jogo não acaba
Todos sabem as dores,
E para quem ficará as flores?

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8304
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:32)
Peixão