Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Essa voz será um grito...

Essa voz será um grito
Guerra à terra, à fera
Nem bela terá vez
Vez que teve, transformou-se em aflito
O grito triste da voz, da fome, do frio
A banda não passa mais cantando como antes
Não são coisas de amor, nem de louvor
São chiados críticos, blues combalidos
São dores traumáticas, dores narcóticas
O fumo, a fauna, o álcool, o histerismo
A plebe imunda, escória terceiro-mundista, assim dizem
A grita na geral, uma fome global
A bela não terá outa vez
A Lua é seca como essa voz
Voz roufenha e cariada
De saco cheio, bolso inútil
Da TV portátil, do rádio sem pilha
Da língua doente, do copo vazio
Copo, corpo, voz e guerra
Uma rua em lixo, um pavio curto.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8312
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:21)
Peixão