Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entre o Sol da manhã...

Entre o sol da manhã
Entre os olhos que pouco percebem
Fica aquilo nem sempre dito
Fica algo sem fazer
Mal deixado para depois
Sempre depois, algumas desculpas
Um toque sutil na vida
Areia soltando-se pelos dedos
Aflitos com aquilo que não segura
Entre a chegada da noite
Outro aperto no coração
Outro aperto de mão
Outra despedida
Alguma coisa, solidão
Entre o dia e a noite
Entre ouvidos, silêncio
Entre palavras, faltam gestos
Entre a espera, faltam beijos
Espera sagaz, quanta espera
Mais areia solta no ar
Mais desejos rasgados
Falta aquele brilho no olhar
Ainda reluz, também sei
Estrelas não param de tocar
Meu Porto é esta espera.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8351
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120194 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 17:40)
Peixão