Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LOUCURA...

Que outro sentido pode ter
Que outro pensar pode ser
Olhar para cada movimento
Tantos movimentos, tantos...
E ver em cada curva
O pânico dos sentidos
Sentir o tremor, o afã de aproximar
Tocar o céu, mar e Lua
Revirar a vida pela vida
Loucura...
Por tantas manias que se pega
Pegando no sentido o sentir
E desejar nunca terminar o dia
Com medo que a noite leve
Tão calma a manhã que se foi
Poucos movimentos, poucos
Aquele olhar desvio
Resumo da tarde sem luz
Sem brilho, sem nexo
A falta que sempre faz
Pela falta da partida
Loucura...
Sentir-se só, extremamente só
E tão somente voltar atrás
Sem voz, sem corpo
Sem perceber o tempo que passa
No aperto do peito
Sem curvas, sem verso
Sem som, nem voz, sem nada
Passa a manhã, tarde e noite
Feito nuvem, algodão
Sem dó.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8375
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120199 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 03:39)
Peixão