Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando chegar a noite

A noite chegou e com ela a saudade voltou a doer em meu peito. Os momentos que passamos juntos já são passados, pois tudo passa com o tempo, os dias, os minutos... As águas levaram minhas lembranças para bem longe, e eu não tenho mais como resgatá-las.
Os dias continuam chuvosos, mas a chuva ainda não conseguiu livrar-me dos pesadelos, das dores, do ódio, do pecado, de você... Se a chuva pudesse ser um remédio, eu estaria me sentindo muito melhor agora, pois a chuva cai molhando meu rosto e escorre pelo meu corpo. Um corpo ainda infantil por dentro, mas de mulher por fora.
Os dias parecem nunca ter fim, e as noites parecem nunca surgir. As nuvens continuam lá no céu agora, elas tornam o dia escuro, sem luz. A escuridão tomou conta dos dias, as sombras dominam tudo por aqui e a única coisa que me ilumina é a esperança, essa é a única luz que brilha dentro de mim.
As luzes da cidade estão acesas; nas casas as luzes iluminam os pátios, quintais, as crianças não estão mais brincando nas ruas, já é tarde e tudo parece ter perdido a vida, todos já foram para suas camas quentinhas para dormir e sonhar com a felicidade, com dignidade, amor e prosperidade. Um dia iremos vencer as dificuldades e lutar por nossos ideais, e quando isso acontecer será porque acordamos de um sonho real, um sonho fatal. A morte é realidade nos dias de hoje e dela não poderemos acordar jamais.
Lilith Góthica
Enviado por Lilith Góthica em 10/12/2005
Reeditado em 05/06/2007
Código do texto: T83782

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lilith Góthica
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 33 anos
240 textos (31354 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:47)
Lilith Góthica