Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***CRIANÇAS DO ABANDONO***

***CRIANÇAS DO ABANDONO***


 



As crianças do acaso
São como as pétalas ao vento
Espalham-se rápido pelo mundo.
Muitas delas no abandono

São pequenas estrelinhas
Que se perde no firmamento
Trazendo paz e harmonia
E um doce contentamento

As crianças de hoje em dia
Terão muito que falar,
Pois levam em seus ombrinhos,
O peso que o mundo dar.


Pobre criança indefesa
Jogada no abandono
Falta pão em sua mesa
Vivendo somente de sonhos.

Hoje e seu grande dia
Eu quero lhe homenagear,
pois já fui uma criancinha.

Tenho historias para contar


Conheci uma criancinha
Que vivia pelas as ruas a  vagar
Tinha nos olhos a esperança
E um mundo a conquistar

Só faltava uma chance
Para poder sua vida mudar
Foi quando eu encontrei
Perdido naquele lugar

Um menino de onze anos
sozinho no mundo a sonhar
Sem fé sem esperança
carente de alguém para lhe amar

Pobre criança esquecida
Que muitas vezes chorou
Sem ter ninguém na vida
Em um anjo se transformou

Minha criança querida
Que viveu no abandono
Você para mim e um exemplo
de um mundo real, cheio de sonhos...

 

“Há pessoas que passam em nossas vidas, e tem outras que vem para ficar”

 

 

Autora Nadir Vilela

(direitos autorais reservados)

Em 11-10-2005 Brasil-Itatiaia-Penedo

Nadir Vilela Poetisa
Enviado por Nadir Vilela Poetisa em 10/12/2005
Código do texto: T83901

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir Vilela Poetisa
Itatiaia - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
572 textos (84745 leituras)
63 áudios (23024 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:29)
Nadir Vilela Poetisa