Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR SERENO

Enquanto escrevo, dormes...
Cansado da viagem,
e pelo pouso no meu corpo...
E eu me comovo
sentindo-te tão todo e tão entregue
ao meu amor tão pouco!

Tenho medo, muito medo
de magoar teu terno coração
com meu negar,
minha omissão,
incapaz que me sinto de te amar.

Mas olhando tua face serena
vejo que vale a pena.
Eu já não posso me entregar,
mas posso dar-te a paz
que em mim procuras.
E posso despertar
esse sorriso manso
que teu rosto ilumina
depois de me abraçar.
Sal
Enviado por Sal em 11/12/2005
Código do texto: T84298
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sal
Marília - São Paulo - Brasil, 78 anos
507 textos (44787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:55)
Sal