Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espelho da Alma

Olá espelho como é bom te ver, meu amigo!
Mais uma vez me mostrando a verdade!
Mais uma vez matando as falsas palavras!
Por favor, faça sua imagem a minha semelhança
e mostre o pobre bêbado que sou!
Me mostre que sou um perdedor!

Meu espírito está morrendo
Não vejo muitas coisas interessantes nesse mundo
Com tantas pessoas falsas, como posso acreditar em alguém além de você?

Olhe minha decadência!
Olhe meu sangue escorrendo!
Viva o meu reflexo!
Milhares de kilometros distante dos sonhos!

Meu corpo está se despedaçando...
Cacos por todo o chão
Cortam os pés do meu espírito

Agora posso ver como sou pobre
Agora posso ver a prisão de vidro que me cerca
( Prisão que é minha própria mente )

Olá espelho como é bom te ver, meu amigo!
Mais uma vez me mostrando a verdade!
Mais uma vez me mostrando...
...o fim retorna ao começo
LameDuck
Enviado por LameDuck em 11/12/2005
Código do texto: T84624
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LameDuck
Rio Claro - São Paulo - Brasil
124 textos (4851 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:55)