Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRAVO (1990)

Lawrence quis o deserto

Para passar ali

Sua caravana de sonhos e demônios.

Eu, anseio por mulheres

Como quem busca cidades-fantasmas,

Ruas sem sinais,

Mundo pleno de satisfação.

E creia, ainda crio efeitos especiais:

O meu desejo (aquele das horas abjetas)

Faz surgir a fêmea no desenho animado,

Proclama o sexo da manequim,

Interage com hologramas e artifícios.

Quero a pulsão que move

Cada membro nessa cama,

Cada inseto nesse campo,

Cada avião sobre esse mapa,

Cada riso abrindo cada boca.

Mas, olha,

Quero tudo numa boa capa

- Embalagem é essencial. E ponto.

Apesar disso,

Há  dias em que abaixo o rosto,

Evito a mágoa que me fita

E choro, pois, sinceramente,

Não sei o que ainda cavo.

Desejo como quem só ama leite, travo

E fibra ainda verde,

Com todo o malefício do verde.
Nelson Oliveira
Enviado por Nelson Oliveira em 12/12/2005
Reeditado em 12/12/2005
Código do texto: T84857
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Oliveira
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
345 textos (25583 leituras)
2 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:35)
Nelson Oliveira