Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah, como adentrei vários infernos

Ah, como adentrei vários infernos
Satanás já conheci uns mil
Pobres mortais, seres eternos
Gente nobre, gente vil.

Nas profundezas das trevas
Já estive, nas profundezas
Me deleitei junto às ervas
Me afoguei em minhas tristezas.

Me refugiei nas tenebrosas covas
Nas sepulturas do meu lar
Nas luas cheias, luas novas
Onde eu hei de repousar.

Mas enquanto ainda não repouso
Desvendo infernos escondidos em mim
Satanás nenhum ousa como eu ouso
De ser maldito e amante assim.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 29/03/2005
Código do texto: T8487

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 05:43)
Júnior Leal