Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Flor

Brotastes em teu mausoléu
Como forma de vida
Voltastes do céu
A curar minha ferida.

Flor bela e maldita
És tu, que esteve morta
Brotastes, bendita
Abristes a porta.

És a beleza de um amor
Sei que és tu que brotaste
Em forma de flor
E teu túmulo enfeitaste.

És tão bela quanto antes era
És mórbida e maravilhosa
Prometeu, e voltastes, de vera
Tão quanto antes, cheirosa.

Prometo a ti, meu amor
Que virei sempre e sozinho
Lhe alimentar, minha flor
Com o mais delicioso vinho.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 29/03/2005
Reeditado em 29/03/2005
Código do texto: T8495

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30820 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:13)
Júnior Leal