Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mãos


Tua presença cordial
minha tortura devassa
E teu sangue agudo penetrando
em meu corpo intacto:
meu martírio eterno

A mansidão dos teus lábios
arruína o pouco que guardo
e minha voz em ti
se torna um silêncio desesperado.

Estranha forma impura
que filtra em minha veia
a corromper minhas vontades guardadas
corroendo minha pele em um estado
podre a necrosar
causado por esses vermes malditos
de tuas mãos...
Que mãos...
Que deixam em estado de putrefação
esse meu pensamento de não querer-te


Rosalice
Enviado por Rosalice em 13/12/2005
Código do texto: T85181
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosalice
São Luís - Maranhão - Brasil, 32 anos
55 textos (2739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:42)
Rosalice