Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saciar assim toda...

Saciar assim toda a minha sede.

Olhando a paisagem sem luz
Percebemos os tons das mazelas
Apenas olhamos, sentindo o ar
Nada de interesante carrega
Nem partido tomamos então
Mesmo assim olhamos absurdos
Na vesta paisagem de aluguel
Tons soturnos que caminham,
Grunhidos ao longe se sente
De tamanhas bizarrices
O feudo em chamas hoje
Na calmaria do amanhã
O mesmo cheiro de ontem.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 29/03/2005
Código do texto: T8543
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:53)
Peixão