Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAROL

Trocou as canções de ninar,
As bonecas,
Os vestidos com fitas de cetim,
Sapatinhos de verniz,
Baldinho de praia,
Bexigas e enfeites de aniversário,
Livrinhos de colorir,
Laçarotes que prendiam os cachinhos,
O balé e teclado...

As canções de ninar quase sussurradas
deram lugar às “músicas da hora”,
que não ladrilham as ruas com pedrinhas de brilhantes...

Bonecas também perderam espaço...
agora são bonecas  da mesma idade, que
riem escandalosamente... cochicham... bonecas que são cúmplices...
Dos livrinhos infantis surge um diário guardado às setes chaves...
Já não são mais cachinhos mas,
cabelos dormindo molhados e acordando em ondas...
Moletons, calças já com “defeito de fábrica” (rasgos), avisam aos cabidinhos todos encapados que já não são mais necessários...
Tênis com cadarços só de enfeite...
salto alto quando o relógio  anuncia a “hora da balada”...
Biquínis, cangas, bronzeadores, óculos de sol, cremes, protetores...
é realmente não caberiam num baldinho de praia...
Festa?... Só a turma... Criança não! Adulto? Também não...
Balé e teclado eram sonhos... Mas sonhos meus...

Não trocou o beijo de boa-noite (às vezes às 4 da manhã), e
ainda acha que cama de casal não é só lugar para dois,
sempre cabe  “mais ela”...

Chama-se Carol...
Carolina...
A minha menina...
ziza Silvestre
Enviado por ziza Silvestre em 13/12/2005
Reeditado em 31/05/2006
Código do texto: T85597

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ziza Silvestre
Ourinhos - São Paulo - Brasil, 53 anos
217 textos (14087 leituras)
1 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:00)
ziza Silvestre