Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vejo tantos brilhos nos olhos,...

Vejo tantos brilhos nos olhos,
assim como vejo o brilho de quem se rasga
luz negra é certo, que nem me toca
que nem se toca da luz que é.

Vejo tantos horizontes novos,
assim como vejo o dia seguinte
que busca o futuro como queremos
querendo mais que um futuro.

Vejo tantas alegrias sobrepostas,
sobrepondo amarguras de estranhos
com a veleidade sem exposta
com a luz que irradiamos.

Vejo tantos prazeres em aberto,
abrindo tantas portas quanto possíveis
fechando a cara de miseráveis, tão malditos
e benefícios a estes aflitos.

Vejo tantos sinais positivos,
apostos em postos tão próximos,
afáveis e descontraídos, tão próximos
distantes de tantos, tão estranhos.

E tudo que vejo hoje e agora
É mais do que ja tive e tenho agora
É mais do que importa e quero agora
E tudo o que temos, brilho e rota.

Desses outros....

...sua palidez é que aflora.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 29/03/2005
Código do texto: T8560
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:43)
Peixão