Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perguntas

Há versos de pura alegria
Desses que nunca escrevo
Confesso não ser ironia
Talvez não escreva por medo
Sorrisos não fazem poesia
No rosto são quase arremedos
Talvez um minuto de vida
Quem sabe a brandura de um vento
Me traga a esperança perdida
Ou quebre a ampulheta do tempo?
Aldo Guerra
Enviado por Aldo Guerra em 14/12/2005
Código do texto: T85700
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Guerra
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
296 textos (26095 leituras)
3 áudios (490 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:09)
Aldo Guerra