Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sou Louca?

Sou Louca?

Serei louca em contar e cantar o amor?
Louca serei em amar o amor?
Será loucura o devaneio vão que carrego,
mel escondido, transformado em fel?

Por que escrevo tanta poesia de amor,
perguntarão, meus poetas.
Porque ele me dá a vida
Ela me tirou a loucura que carreguei
no plano real, não no poético.
Falam que estão loucos!
Louca estive eu,
mas não tornarei a ficar,
porque encontrei o verbo amar,
para conjugar com a loucura
do pensar.
E nessa trilogia: loucura, amar e pensar
finquei a minha vida .
Do nada fiz tudo
E do tudo fiz nada.
Jogo de palavras deveras banal..
Não! Só demência total!
E nessa demência, insanidade ou o que
queiram,
Construí meu palácio ,numa nuvem
passageira
E dela fiz morada, tranquei minha loucura
e emergi do nada!

Eda Carneiro da Rocha


Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 29/03/2005
Código do texto: T8574

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:32)
Poeta Amor