Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma fuga sem desespero...

Uma fuga sem desespero
Uma virada no cotidiano
Outra vida, olhando a janela
A música que toca na tela
Sorvendo um novo gole dessa paixão
Olhar distante, muito além
Mais adiante na cama solitária
Outra noite, olhando o vazio
A segunda parte de um filme
Na volta de uma conta sem nada
Sem ligar para nada no mundo
Sem um consórcio para sua alegria
Outra rota apontando na esquina
Olhando o Jardim por sobre a Ilha
Pensando em outra vida
Passando divertido pela vida
Como a vida que se passa por aí
Eu sei que sou um canalha
Por amar tanto assim
E ficar aqui esperando
A sorte mudar de rumo
Outra sorte, olhando o dia
Aqui, eu e minha Ilha.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 29/03/2005
Código do texto: T8585
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120255 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:06)
Peixão