Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ESPERA

É como se dissesse,
Não ignoro a que vim,
Erros são iluminados,
Toda uma parte nossa
Construção no espaço
O inferno me entende.
 
Coincidência singular,
Mais indeciso hoje
Um espanto inexplicado,
Pequenas gotas brilham
Na estrada branca,
Resultariam ou não.
 
São muros opacos
Para quem chega de longe,
Sou como o passo gradativo
Nas ondas lamacentas,
Devo estar assustado
Com minha demora.

Não há onde esperar,
Aguardo a noite
Onde estou seria visto,
Verde e nauseado,
É como se dissesse
Eis o instante decisivo.

 (D’Eu)
Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 30/03/2005
Código do texto: T8653
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:50)
Sidnei Levy