Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Outro dia, talvez...

Um mundo de sons,
de vozes, de risos,
de danças, bailados,
de doces canções,
de saias rodadas
gingando faceiras,
girando nos pisos
de grandes salões
fugiu-me ao desejo,
ficou na vontade.

A vida vivida
em belas noitadas
pelas madrugadas
nas mesas de bar
foi-se consumindo
pelas noites frias
seguidas de dias
gelados, sem graça,
morreu de vontade
de um dia te amar.

Nesta roda viva
do meu dia-a-dia
eu vivo penando,
pensando no amor
que eu tenho guardado
pr’um dia te dar,
pois esta beleza
que emana de ti
é bem diferente
do meu desamor.

O amor bem guardado
no meu coração,
expresso nos passos
de um leve dançar
e no palpitar
de mãos se tocando,
é amor diferente
que brota da gente,
é vida que vive
sem pressa de amar.

Se a vida é tão breve
e o tempo não pára
e a força da vida
se exaure entre as mãos,
se o mundo, tão triste
e cruel, nos separa,
o amor é mais forte
e espera o momento,
e na hora devida
ele rompe as amarras.

O meu modo hedonista
de amar sem fronteiras
e de ver no amor
a energia da vida
me leva a sentir
o que eu sinto por ti
e permite expressar
todo meu amor,
e com todo fervor
me permito te amar.

E sem pressa de amar
eu te espero outra vez,
pois o meu coração
inda guarda o calor
que o teu corpo irradia;
outra noite, outro dia,
outra hora, talvez...
tomarei tua mão,
sentirei teu amor
em meu ser se aninhar.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 30/03/2005
Código do texto: T8703
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260212 leituras)
36 áudios (10733 audições)
6 e-livros (1679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:40)
Paulo Camelo

Site do Escritor