Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Da série Meus Poetas: Manuel Bandeira

Série Meus poetas: MANUEL BANDEIRA

Estrela da vida inteira
Perdida no caos do espaço
O que me diria Bandeira
Das horas em branco que passo
Em tua errática órbita
Entre o delírio e o sonho?
Talvez me mandasse, suponho,
Tocar algum tango argentino
Talvez sugerisse Passárgada
( “ A Espanha de Franco não” )
Irene, Recife, um bom vinho
E tendo como namorada
Um certo porquinho-da-Índia
Decerto seria benvindo
Sempre que’u triste à janela
Ouvisse passar a andorinha
Cantando seu dia perdido
Enquanto a vida se escoa
À toa, à toa, extinta.
Aldo Guerra
Enviado por Aldo Guerra em 18/12/2005
Código do texto: T87698
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Guerra
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
296 textos (26095 leituras)
3 áudios (490 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:04)
Aldo Guerra