Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A busca é sempre premente...

A busca é sempre premente
E estar olhando à frente
Descortina melhores cheiros
Aquilo que vai passando
Para alguns, pouco importa mesmo
Falas de duas vias,
Como coisas deixadas em cima da mesa
Vestuto ciúmes de quem mais enxerga
É o que me tem tantos olhos próximos
Como se distante fosse a fortaleza
Imposta para desviar o meu caminhar
Se amo, alguns objetam
se atento, alguns divagam
se faço, muitos se entreolham
Se presente, muitos se ressentem
Se parto, muitos vagam na ilusão
E da minha crítica, tanto tempo levam para considerar
É, a busca é sempre premente
Mas quando aprendem, já é passado.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 30/03/2005
Código do texto: T8776
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120249 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:11)
Peixão