Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah! pedaços caídos no chão...

Ah! pedaços caídos no chão
Olhos se furtam
Algumas palavras que excitam
Risos sobre pequenas dimensões
Mais paralelas adiante,
Mais adiante outra voz que chama
Perguntas sobre minha solidão
A minha Ilha sempre tem flores
Ah! toques na ponta da orelha
Bocas que se procuram
O negro da noite disfarça
A tela que chama pela saudade
Tantos beijos em meio a flores
O provocar do outro lado da linha
Tênues pedaços, o chão, outra base
Caindo na boca mais doce, outro beijo
Divago meu olhar
Ah! boca que me toma tantos beijos
Mãos que se cruzam
Enlace de corpos & gozos
Brindes pelo amor de ontem
Com o amanhã fugindo pela porta
Se são tantas as formas de amor
Outros cantos me acordam no amanhecer.

Se não queremos dar sentido àquilo que sentimos, sente-se pelo que queremos dar àqueles que amamos. Há mais que uma paz em cada olhar para se apreciar. É abrir os olhos...e querer ser feliz.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 30/03/2005
Código do texto: T8789
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:07)
Peixão