Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estranhos descaminhos...

Estranhos descaminhos
Alguns contam com as favas
Sem olhar se tem flores no Jardim
Dissolutos por surtar em glaucos devaneios
Sim, viajar é preciso
Na alucinação sem nexo
Que exterioriza tantos pensamentos
O que você estava pensando ontem?
Cada um pode passar batido naquilo que fala
Vagando no pensamento em cada batida do coração
Palavras em contrastes, olhos pulsantes
O olhar estranho no caminho entranha
Vaso, suor e pêlos, o que se solta a voz
Nada cobro por aquilo que não faço
Nem conto com todas as favas
Mantenho o Jardim florido
Arejado como minha Ilha
E se soturno, é o olho que vaga alucinado
Embriagado no bom da vida
E aquilo que te toca
Talvez sejam meus olhos em pensamento
Sempre querendo tudo de bom
É assim que sei amar a vida
Mesmo que alguns, só queiram descaminhos
Daqui para o infinito é apenas uma passagem.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 30/03/2005
Código do texto: T8793
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:47)
Peixão