Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como Mágica

Sonhei estar num deserto
sem nada nem ninguém por perto
onde olhava via só  areia
Quente o sol escaldava
meu corpo semi-nu de sereia.

sentia-me tonta como um besouro
que a luz incansavelmente procura
Abria e fechava meus olhos
sem nada entender ou pensar
de tudo aquilo que estava ali
a minha frente por acontecer.

De repente um vulto negro
era um homem que como mágica
surgia envolto em mistérios mil.
Era grande feito um gigante
coberto por vestes muito elegantes.

Dee seu corpo nada se via
além dos olhos negros e dos dentes.
Olhava quieto como se esperasse
que algo eu falasse ou fizesse.

Eu que estava ali parada
com tão poucas vestes
Sentia-me uma odalisca romântica
presa num sonho mágico
a esperar que algo de novo
acontecesse em minha vida.

Aí como era de se esperar acordei!
sentindo que areias me restaram
no corpo que por certo há de dançar
essa música por muito tempo ainda
Até sonhar novamente
com meu príncipe da Arábia.


olhosdepoeta
Enviado por olhosdepoeta em 30/03/2005
Reeditado em 08/01/2011
Código do texto: T8803
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
olhosdepoeta
Piracicaba - São Paulo - Brasil
69 textos (9091 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:37)
olhosdepoeta