Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminhos Cruzados


Quando caminhos se cruzam
E a flor dos olhos desabrocha
Sem palavras que digam
Mais do que um breve sussurrar

Deve ser choro dos céus
Um leve raio de sol
Fazendo o amor brotar

Quando os caminhos estacam
Numa única via a seguir
Não há quem queira ir sozinho
Não há quem queria apenas ficar

Deve ser canto de passarinho
Uma lagrima de luar
Mãos dadas num novo destino

Mas se um raio corta o céu
E do estrondo se faz o medo
As mãos soltam desatando o véu

E afastar a pele é reagir
Sem entender bem o por quê
É fugir, sem mesmo querer  ir

O céu nubla dúvidas
Sol e lua se escondem
Aguardando a lágrima findar
Ou esperando a flor despetalar.

Paula Cury
Enviado por Paula Cury em 19/12/2005
Código do texto: T88267

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula Cury
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
114 textos (8472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:09)
Paula Cury