Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hoje, Eu Sou o Vento

Hoje, eu sou o Vento!

Eda  Carneiro da Rocha

Quero ser o vento que passa
para acariciar-te a alma
que já de tão cansada... chora.

As aves do céu, para te fazer companhia
na tua angústia e na tua saudade.
Não quero que sofras a dor desta distância
que me invade.
Já vou. Estou chegando,
com todas as metáforas, pleonasmos,
hipérboles e metaplasmos.
Comparando a digressão da falta que me fazes,
nesta imensidão de céu, onde os pássaros voam
com a velocidade do meu pensamento
correndo ao teu encontro.

Nada sou! Nada! Se não te tenho,
em meus braços agora,
para te sorver todo,
em meu corpo enroscado
como um caracol,
como um pássaro que perdeu o ninho,
como o beija-flor que perdeu o rumo,
na insanidade de querer te encontrar.
Nesta vida de paixão:
Não esqueças!
" Só quero te amar" e
Nada sou! Nada!
Sem o teu Amor!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor'

Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 31/03/2005
Código do texto: T8839

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:54)
Poeta Amor