Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
dote


minhas fotos de criança, uns trocados na poupança
meus planos, meus cinqüenta anos, meus enganos
livros importantes, cd’s interessantes, sonhos distantes

meus trancos e barrancos, quatrocentos e poucos
francos
uma caneca amarela, três alfinetes de lapela
meus poemas, meus dilemas, aquela pesquisa de cinemas

uma fé qualquer, uma medalhinha du sacre couer
a aposentadoria precoce, umas pastilhas pra tosse
um velho videocassete, uns arquivos em disquete

uma garrafa de vinho branco, umas dívidas no banco
um bilhete da megasena, duas mamárias e uma safena
primeiros socorros num estojo, um pacote de miojo

minhas orações, minhas ereções, minhas opiniões
uma lupa, um lugar na minha garupa
um suvenir parisiense, uma camisa do
fluminense

uma fivela de caubói, minha vocação pra super-herói
umas cicatrizes, alguns deslizes, decisões infelizes
filtro solar, um ferro-de-passar, baterias de celular

minhas fotos de paris, dois ternos risca-de-giz
defeitos reais, fantasias sexuais, alguns postais
minha coleção de calendários, meus dicionários

um computador, um ebulidor, um despertador
um pouco de incenso, outro tanto de bom senso
um aparelho de TV, um exame negativo de HIV

um certo espelho, um grampeador vermelho
meus medos, meus segredos... contados nos dedos
um modem banda-larga, duas canetas sem carga

uma cafeteira, uma lapiseira, uma cadeira
meu radinho portátil, minha esperança volátil
meus vídeos, um medo danado de aranha-marrom

umas revistas de turismo, um pouco de astigmatismo
recordações da infância, emoções em abundância
um dinheiro a receber, descobertas por fazer

uns poucos amigos, uns objetos antigos
as minhas andanças, as minhas lembranças
um bom balde-de-gelo, ainda bastante cabelo

uma gravata, marmelada em lata, software pirata
meu humor, meu sabor, meu calor, uma garrafa de licor
dois guarda-chuvas dobráveis, alguns hábitos saudáveis

meu sul, um ursinho azul, uma cisma com
istambul
meu norte, meu passaporte, minha sorte
um chico bento sorridente, uma filmadora
gradiente

um passado errante, uma estante, um endereço mutante
nem tudo tão bom assim, mas também nada tão ruim
meus beijos especiais, com gosto de quero mais

minhas novas idades, um montão de afinidades
meus talentos, meus momentos, meus pensamentos
aquele indiozinho, o meu cheirinho, o meu carinho

e o meu amor, enquanto eu viver...
quer ficar comigo?
  
RAUL POUGH
Enviado por RAUL POUGH em 20/12/2005
Reeditado em 24/06/2011
Código do texto: T88502

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RAUL POUGH
Curitiba - Paraná - Brasil
184 textos (12367 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:07)
RAUL POUGH