Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEVAGAR

Pela trilha o homem caminha
Cintilante o amor cavalga
Os primeiros seres
Saem à rua de manhã.

O planeta acorda! Em cada passagem
Uma mulher vai devagar
E devagar o homem vai pelas manhãs.

Acenderão fumegantes chaminés
Aumentará a força do sensualismo
Em breve o marcenerio a casa erguerá
E sentirá a própria volúpia.

E o bendito as máquinas ligará
Para Belém berços venderá
Ouve o canto das gaivotas
Dirigindo-se das tormentas aos cais
Escuta o barulho nas águas
De espuma em exaltação estrondando

"The yello submarine
The yello submarine
Yello submarine
Yello submarine".

Meu brilho ficou na fresta
Meu tálamo ficou pronto
Meu coração ficou deserto
Meu corpo nada manifesta
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 22/12/2005
Reeditado em 27/12/2005
Código do texto: T89569
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3129 textos (79580 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:33)
R J Cardoso