Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEIVAS, SEDAS, GOZOS & TÂMARAS.

Entre a tênue Lua, raios da manhã,
Teu peito suspira doces sonhos
Entre persas sedas em descansos
Tua tez iluminada pela cálida manhã
Tira do repouso, o fôlego da noite,
Onde todas as loucuras foram postas
Minha mão suave sai de tuas coxas,
O olhar sente o frêmito pulsando eu teus seios
Água que refresca as faces dormidas
Enquanto ainda ressonas tranqüila
Doces seivas para amparar tantos sabores
Tâmaras frescas para um desjejum
A fumaça te desperta do frescor
Castigas os pés na frieza do chão
Aos saltos devolve tua nudez para as sedas
Já clamando minha atenção
Em sabores mais doces me beijas
Tomas o meu teso com volúpia
Tuas entranhas desejam mais que essas mãos
Enquanto reviras pela alcova
E me recebe com mais desejos
Entrelaçados pelos primeiros gozos da manhã

Tomamos do dia toda a volúpia do bom da vida!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 22/12/2005
Reeditado em 31/08/2006
Código do texto: T89578
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:40)
Peixão