Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estou sempre a caminhar...

Estou sempre a caminhar
No escuro do dia encimesmado
Esperar outra vez, esperado de novo
Estou sempre a procurar
No claro dos olhos da Lua
Sem perder a paciência
Tocar de novo o copo
Vazio de novo
Cigarro aceso,
Queimando ao lado do rádio
Chorando por sua tristeza
Estou sempre a escrever
No seco do delírio
Buscando palavras perdidas
Em tantos reflexos do dia
Uma calmaria que não consigo
Tornar o espelho da noite
Estou sempre a escutar
Torcendo por não ouvir desculpas
Por não ouvir minhas fraquezas
Por não ouvir a chegada da distância
E quando tudo se volta contra mim
Caminho em frente de novo
No reflexo do copo vazio
E o coração que aguente.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 01/04/2005
Código do texto: T9040
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:11)
Peixão