CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Não me julgue sou imperfeita

Não me julgue sou imperfeita

Sou  imperfeita não me julgue
Se um dia me ver com um copo bebendo
Não me julgue por vulgar
Pois sou romântica.

Não me julgue se me ver dançando
Não me julgue se me cantando
A vida é tão difícil e cruel
Tantas desigualdades
Pra que eu leve tudo a serio

Não preciso viver de cara fechada
Não preciso viver de cara amarada
Pra mostrar que sou responsável
Pra mostrar que estou preocupada
Pra mostrar que sou capaz.

Não sou perfeita
Não sou uma pessoa ruim
Mas tenho meu lado mal
Não me julgue
Se me vê algum dia perdendo a calma
Ou se me ver fazendo caridade
Ninguém e totalmente ruim
Ou ninguém é totalmente bom

Se me ver sorrindo o tempo todo
Não me julgue por uma pessoa sem problemas
Problemas eu tenho vários
Só que nada vai tirar meu sorriso
Sou vitoriosa por ter nascido.

Não me julgue por me apaixonar
Não me julgue pelas minhas loucuras de amor
Um dia você poderá se apaixonar e amar
E vai fazer as mesmas besteiras que eu.
Todos estamos expostos aos erros e ao amor.

Não me julgue se um dia eu lhe der um conselho
E no outro você me vê cometendo
O erro que eu disse pra você não fazer
Sou humana e cometo falha
Se lhe dei o conselho é porque quero seu bem.

Muitos julgam os outros pela aparência
Muitos se esquecem dos seus defeitos
Só pra apontar os defeitos dos outros
Antes de julgar se coloque no lugar do seu próximo
Do futuro nada sabemos
O que hoje foi ruim, amanhã pode ser bom.
O que hoje é bom, amanhã pode ser ruim.
Antes de me julgar, julgue a si primeiro.
Tudo muda e somos imperfeitos.


Maria Gabriela Rodrigues 18/03/08
Maria Gabriela
Enviado por Maria Gabriela em 18/03/2008
Reeditado em 18/03/2008
Código do texto: T906509
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Maria Gabriela
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 31 anos
188 textos (26816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/07/14 01:37)