Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA VIRADA DO DIA!

Calo o olhar encimesmado, afeito
Gosto do café que passa, manhã
Entre o Sol que se esconde, dia
Nas vergas que o tempo, passa
Tem o olhar ao corpo, em curvas
Cinzel para novas telas, o ar
O colo que me protege, avista
Sabores variados desse amar, vejo
Sentir o tempo pela janela, olhar
Entender e pedir mais jeito, teto
Feliz com a lágrima que cai, chão
Paridas para uma força maior, leito
Coração aberto a todos, afeto
Ver-te um homem mais forte, meiga
Tira do teus anos amados, trabalho
Um jeito para te fazer feliz, amando
Alegria na volta que faz, solitária
Chora com tuas dores, as perdas
Apóia teu costado sempre, à luta
Toma todas as ferramentas, ao teu lado
Espiga na maturidade, teus feitos
Assume tua impaciência, vivendo
Te cuida em todas as horas, brilha
Te espera com um sorriso, menina
Segue teu passo, ensina, aprende
Toma tua mão, outro beijo, ardente
Cura tuas ressacas do que não entende
Luta por teus filhos até os dentes
Tem um dia pelo que entende
Mas é no ano todo que está à prova

É mulher de dia, na noite, no bem e no mal
É mulher desde que vem para o mundo, e tal
É mulher, a homenagem é apenas um recital.
Que enleva a tua importância por toda uma vida!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/12/2005
Código do texto: T91127
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120255 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:20)
Peixão