Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DELIRAGEM !

no jogo do dia a dia
não se perde nem se ganha
e o vento forte assanha
a crina da carenagem
de um cavalo de aço,
galopando às rodas soltas
pelo asfalto, pela relva,
pelas flores de concreto
sem perfume, desta selva,
e ao delírio entreaberto,
resistir não há quem possa,
e se a tristeza passa perto,
a esperança vai pra roça,
sem destino, sem bagagem,
no trem desta deliragem!


antonio carlos de paula
poeta e compositor

AC de Paula
Enviado por AC de Paula em 28/12/2005
Reeditado em 01/06/2007
Código do texto: T91338
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
AC de Paula
São Paulo - São Paulo - Brasil
1163 textos (114712 leituras)
226 áudios (20100 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:24)
AC de Paula