Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
APARÊNCIAS !

escoteiro sempre alerta
eu quero é correr perigo
e quando a saudade aperta,
no auge da solidão,
só posso contar comigo,
e tiro da multimochila,
um punhado de ilusão!

dirão os desavisados;
- perdeu o fio de meada! -
que eu, careta vacinado,
viajei, pisei na bola,
mas como vovó já dizia,
voltando-se à vaca fria,
já a caminho do brejo,
não creia nas aparências
o que parece não é,
e o que é, nem parece!

não se enrede no enígma,
encontre seu paradígma,
roteiro da solução!

e eu, aqui de minha parte,
usando mil artifícios,
perto do início do fim,
vou exercendo o meu direito,
de ousar de qualquer jeito,
salvaguardando as aparências!

Antonio Carlos de Paula
poeta e compositor

AC de Paula
Enviado por AC de Paula em 28/12/2005
Reeditado em 01/06/2007
Código do texto: T91355
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
AC de Paula
São Paulo - São Paulo - Brasil
1163 textos (114741 leituras)
226 áudios (20101 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:33)
AC de Paula