Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O gosto que fica na boca...

O gosto que fica na boca
Não é da noite passada
O lamento que bate no peito
É igual do dia seguinte
O silência mal responde
A vontade é de tudo parar
Já não é mais um olhar
Que se cala em cada passo,
Que se desmancha em cada esquina
Caminho torto, caminho duro
Coração aperta, sentido duplo
Não dá mais para ir seguindo
Essa estrada, coração sozinho
Pois o gosto que fica na boca
Não é o mesmo da noite passada
O lamento que bate no peito
É igual do sia seguinte
E amanhã, outra mágoa
Arrancando um soluço da vida
Rasgando pedacinho por pedacinho
Aquilo que um dia foi um sonho
Hoje não é nada
São águas passadas
No copo longo de vinho
No topo deste caminho
O gosto que fica na boca
Já foi o mesmo da noite passada.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 01/04/2005
Código do texto: T9157
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:53)
Peixão