Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Partida

Partida
De Iolanda Brazão

E ele foi embora
Também já estava na hora
Ainda assim ficará na história
Em nossas lembranças
Uns o odiaram
Já outros o amaram
Ainda assim será muito lembrado
Quer queira quer não
Ele foi e será sempre um fato
Não entendi...
De repente senti
Que ele tinha pressa em ir
Na verdade nem sei bem o que aconteceu
Ele acaba de partir
Engraçado...
Não vi ninguém se desesperar
Pedir pra ele ficar
Implorar, chorar!
Em sua despedida
Geralmente não é assim em toda partida?
Ainda mais em uma definitiva
E mesmo assim, ele se foi!
Que ingratidão...
Estávamos ansiosos para o novo chegar
Que deixamos o velho partir sem um adeus
E assim mal ele se foi
Nossas portas já estavam apertas para mais um ano
De esperança, sonhos e realizações!
Fazer o que?
Tem de ser assim, é a vida.

Iolanda Brazão
Enviado por Iolanda Brazão em 01/01/2006
Código do texto: T92977

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iolanda Brazão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
343 textos (32021 leituras)
3 áudios (627 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:20)
Iolanda Brazão