Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fantasia

Maldita
Porque me atormentas.
Porque me fazes sentir, sempre vazia.
sem sangue ou dor ou amor.

Maldita
possuís-me
                 a alegria,
os meus impossíveis.
As utopias do perfeito.


Maldito ser
arte da beleza
exaltada na guitarra
e no piano onde choram as vozes a dor do jardim
ou nas noites sozinha em oração ao céu
quando abraças Deus
recito-te só para mim.


Maldita
inspiro à tua ordem
não sou gente não sou
                      minha.
Vivo nos braços dos teus rios
no fogo dos teus anseios,
na raridade de ser flor.
Amo as árvores como amo o vento
e, por vezes, flutuo nas pérolas.

Enlouqueço
quando te conheço.

Amar é assim.

Poesia,
porque és real eu também existo
no mundo de fantasia.

Ana Mª costa
Ana Maria Costa
Enviado por Ana Maria Costa em 02/01/2006
Código do texto: T93289
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Maria Costa
Portugal, 50 anos
152 textos (6923 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:32)
Ana Maria Costa