Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COISA ESTRANHA.

Que coisa incontida é esta
Que vem do peito
Formigando os dedos
Que nervosos não param
E procuram em desepero
O meu teclado.

Que coisa incontida é esta
Que me faz acordar sonhando
E sonhando vou caminhando
Pro computador.

Que coisa incontida é esta
Me diga alguém
Mais entendido do que eu
Nas coisas da vida.

Que coisa incontida é esta
Que divaga e cria
Sem preconceito cria
Sem vergonha cria
Sem pudor cria
Sem pretensão também cria
Aquilo que escrevo aqui.

Que coisa incontida é esta
Que explode
Que invade
Que me expõe em versos
Que lidos já não são meus
Porque a obra de quem escreve
É como filho órfão
É de quem a acolheu.

Que coisa estranha é essa
Que de tão bela
Me eleva
E jão não sei mais
Se sou eu...
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 02/01/2006
Código do texto: T93466
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:46)