Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inconsistências

Não pertenço a este mundo!
Sou do mundo das estrelas
Que não falam, não odeiam, não amam,
No entanto, são vizinhas de Deus!
Não pertenço ao mundo Dor
Mas gostava dele ser
Para saber o êxtase que sentia
Se a alegria me visitasse.
Mas o mundo que vivo
É uma dor e mágoa
E  sinto o seu êxtase,
coisas que não quero ter!
Não pertenço ao mar calmo
Nem das tempestades.
Nem do pássaro que conhece o chumbo!
Pertenço a um mundo que sou eu a cada momento
 e cada momento é meu!
No mundo de poetas
que cresço
sou berro, sou dor, sou amor,
sou uma flor
que vive, dá cor, dá cheiro
que espreita o sol, o segue, suga-o e,
morre sem cor, seca, putrefacta
em húmus de onde volto sob o mesmo sol.
O meu mundo não existe!
Só as minhas vontades!
Porque não lhe pertenço
Não sei quando fiz este poema
Nem não sei quando nasci
Se hoje ou se nunca!
 
Dezembro 2005
Ana Maria Costa
Enviado por Ana Maria Costa em 03/01/2006
Código do texto: T93836
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Maria Costa
Portugal, 50 anos
152 textos (6923 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:24)
Ana Maria Costa