Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O HOMEM DO BEIJO AFFLITO


Carlos me beijou aflito
com o gosto esquisito dos lábios de José.

José me beijou quase afoito,
estranho não sentir no beijo os braços de Manuel.

Manuel me beijou sem carinho,
quanta ausência das mãos ásperas do rude João.

João me beijou desavergonhadamente,
impossível não poder sentir as carícias de Ezequiel.

Ezequiel me beijou sempre de olhos fechados
enquanto desfalecia de Etevaldo, o primeiro enamorado.
 
Etevaldo me beijou com tantos dedos de afago,
que doeu tanto quanto as lembranças do menino Nadinho.

Nadinho, que nunca me beijou,
me despertou para os desejos do Carlos: o homem do beijo aflito.

Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 03/04/2005
Código do texto: T9387
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:54)
Djalma Filho