Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Terpsícore

ela, naturalmente

em sua infinita simplicidade

na tentativa frustrada de passar despercebida

como esconder tamanha beleza?

como disfarçar a incessante luz

que dela toda irradia?

quanto mar em cada um daqueles olhos

tanta promessa ali guardada

tesouro magnífico esperando o predestinado

pode o tempo apaziguar o que deveria ter sido?

deve o futuro consertar os erros do caos?

ah, coração, cala-te!

antes que a tormenta de possibilidades

te lance naquele vórtice que bem conheces

e que leva a toda parte

a lugar algum

ou lá

onde ela quer que estejas

 

aluísio de paula
Enviado por aluísio de paula em 03/01/2006
Reeditado em 03/01/2006
Código do texto: T93880

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar autor e link para o original. Link para www.recantodasletras.com.br/autores/olhodalua). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
aluísio de paula
Curitiba - Paraná - Brasil, 43 anos
700 textos (50951 leituras)
8 áudios (1116 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:44)
aluísio de paula