Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta amador

Da sônica, trago versos em poesia
deturpados nos ruídos da gramática.
Roupagem hermética, a sintagmática,
que tolhe a espontaneidade de quem cria.

Não me apaixona a rigidez sintáxica
nem o erudito da academia.
Curvo-me aos repentes duma cantoria,
frente às combinações lexicotáticas.

Pois sou tão simples de inteligência,
quanto complexo na minha emoção.
E, embora, exprima tal contradição
nos meus poemas, tenho a consciência

de que palavras só realçam o brilho,
a forma e o sentido da comunicação.
Mas, ao traduzirem a voz do coração,
têm que mamar na frase como um filho.


Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 04/01/2006
Código do texto: T94530
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
1358 textos (59921 leituras)
5 áudios (274 audições)
13 e-livros (3361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/03/17 20:18)
Herculano Alencar

Site do Escritor