Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sabemos

Sei tudo de ti, silêncio
Sabes de mim, embriagado

Vou ao teu mundo, despedida
Me rejeitas firme, bem-vinda

Sinto tua mão, intocada.
Sentes-me perto, distante.

Pisoteio girassóis, meu Eu
Combates moinhos, tu mesmo

O que nos reúne, incerteza
A nos construir, nós mesmos

O que nos ampara, a morte
O que nos impede, o medo

A nos agredir, distância
A nos restaurar, vida plena

Irmãos que somos, siameses
Assim apartados, vazios

Sonhos que afundam, teus rios
Pavores que acordam, meus mares

Bocas que negam, súplica
Sorrisos e festa, tristeza

No verbo irritado, desejo
No dente que range, saudade

Meu punhal a ferir-te, verdade
Tua espada samurai, honradez

Vejo-te rubor de alma, vinho
Vês em mim o eterno, talvez

Te entendo completo, estilhaços,
Me adivinhas no escuro, farol !

Acordado.
No quarto.
Sonhando.
Sozinho.

Claudia Gadini
04.01.06
Claudia Gadini
Enviado por Claudia Gadini em 04/01/2006
Reeditado em 19/04/2006
Código do texto: T94602

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Claudias Gadini). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Gadini
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
318 textos (54196 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:14)
Claudia Gadini