Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRINCAR COM AS PALAVRAS.

Quero brincar com as palavras
Sem pretensão alguma,
Como criança.

Aquela criança que um dia eu fui.
Brincando na rua.
Da latinha de óleo
Fazendo um carrinho ou um trator.

Aquela criança
Que pegava um pedacinho de pau
E imaginava o volante
De um fórmula 1.

Quero brincar com as palavras
Assim nu.
O pinto caído e correndo pelas ruas
Sem pudor.
O pudor é a amarra do navio.
Por isso ele fica atracado no cais
E não vai a lugar algum
Jamais.

Certo pudor de adulto que temos
São necessários
Como regra de convivência.
Já dizia Rousseau
Que o contrato social
É um pouco de perda
Da liberdade do indivíduo.

Mas, tem pudores tolos
Limitantes
Até mesmo incapacitantes.
Pra estes não tô nem aí.
Vou fazer
Qual guerreiro escocês
Levanto a saia e mostro a bunda.

Quero brincar com as palavras
Feliz como pinto no lixo
Sem desnecessária alegoria
Mas se tiver torcida
E me fizerem um lobby
Podem me indicar pra Academia.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 05/01/2006
Reeditado em 06/01/2006
Código do texto: T94738
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25272 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:00)