Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia para uma amiga muito especial!

Não fiques assim, amiga...
A vida tem dessas puxadas de tapete!
Ora a gente ama, ora a gente chora desiludida!
O amor é essa calculadora inexplicavelmente inexata,
nem sempre dois mais dois é quatro, depende do momento!

Não fiques assim, amiga...
Amores vêm e vão, por isso hoje você chora
para amanhã abrir um belo sorriso ou soltar uma linda risada!
Quando a gente ama, a gente dá tudo que pode e não pode,
afinal qual seria a graça de amar se não valesse a pena se arriscar!?

Não se sintas só, amiga...
Sei que estás sem chão, nem teto!
Parece que o mundo desabou na tua cabeça
e você não preparada para ouvir o que escutou!
É compreensível que se sinta assim, forte Terra!

Lembre-se sempre, amiga...
Tem muitos alguéns que muito te amam
e estão ao seu lado para o que der e vier!
Agora você está frágil, mas todos nós, seus amigos,
sabemos bem que tens força e coragem para sair
dessa situação difícil que parece insuportável agora,
mas será coisa do passado algum dia!

Não se esqueça que o mundo continua a girar,
que o sol ainda nasce todos os dias!
Verônica dos Santos
Enviado por Verônica dos Santos em 16/04/2008
Código do texto: T948153

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica dos Santos
Uberaba - Minas Gerais - Brasil, 27 anos
346 textos (22713 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/14 10:30)
Verônica dos Santos



Rádio Poética