Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JÓIAS- POEMAS.

Hoje vi jóias em labirinto.
Me perdi,
Ainda não me achei.

Vi cores nítidas
Vestindo um corpo nu
Em forma de jóias
De rara beleza.

Vi um corpo nu
Muito bonito
Adornado
Por poemas concretos.

Vi uma "fusão" de metais,
Pedras preciosas,
Num mix de formas e cores,
Querendo ser ouvidas,
Não somente vendidas
Num lance comercial.

Queriam dizer
O que corria nas mãos do ourives,
Que por sua vez captou
Das mãos da designer
O sentimento por trás
Do croqui.

Juro que vi.
Meu olhos ainda brilham.
O contraste do corpo nu,
Foto em preto e branco,
Jóias coloridas.
Vi ali refletida
A poesia que corre em mim.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 05/01/2006
Reeditado em 05/01/2006
Código do texto: T94950
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualizaçăo em 03/12/16 18:12)